Mulher vai presidir entidade de juízes no Rio

Por Frederico Vasconcelos

Presidente AmaerjA juíza Renata Gil, titular da 40ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, será a primeira mulher a assumir a presidência da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj). A posse será realizada na próxima segunda-feira (15) no Plenário do Tribunal.

Segundo informa a entidade, as principais propostas da presidente eleita são a democratização do Judiciário (eleições diretas), o restabelecimento do Adicional por Tempo de Serviço (ATS), a simetria com o Ministério Público e a paridade dos aposentados.

A magistrada pretende trabalhar as pautas da magistratura no Congresso Nacional em conjunto com a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e a bancada do Rio.

Renata Gil ingressou no movimento político ao se tornar integrante da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro, em Brasília. A magistrada também atuou como vice-presidente de Direitos Humanos da AMB, no triênio 2011-2013.

“É crucial que a AMAERJ volte ao seu papel de destaque na representação da magistratura, através de uma democracia plena e participativa, dentro e fora dos muros do tribunal, reassumindo o espaço de formadora de opinião e criadora de projetos diversos em prol de toda a sociedade”, afirma a juíza.