As referências do novo ministro da Justiça

Por Frederico Vasconcelos

 

Do Procurador da República Vladimir Aras, membro da equipe da Lava Jato, sobre o novo ministro da Justiça, Procurador de Justiça Wellington César Lins e Silva, de quem foi colega no Ministério Público da Bahia por dez anos:

***
“Conheço bem. Só tenho boas referências dele. Homem estudioso, ponderado, de diálogo. Fez carreira sempre no Ministério Público. É professor de direito penal.”

***

A seguir, nota conjunta sobre a mudança no Ministério da Justiça distribuída por três entidades do Ministério Público:

***

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) e a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) vêm a público exaltar a atuação do ministro José Eduardo Cardozo à frente do Ministério da Justiça. De forma criteriosa e republicana, o ministro Cardozo conduziu o órgão mantendo sempre o mais alto nível de diálogo com o Ministério Público.

Do mesmo modo, as entidades de classe nacionais do MP desejam sucesso ao ministro Cardozo ao assumir a vaga de Advogado-Geral da União, deixada por Luís Inácio Adams, a quem fazem votos de êxito em sua carreira na área privada.

A ANPR, a Conamp e a ANPT saúdam, ainda, o Procurador de Justiça Wellington César Lima e Silva, que assume o Ministério da Justiça. Sua experiência como membro do Ministério Público brasileiro, como procurador-geral de Justiça no Estado da Bahia e como homem público abonam a competência e equilíbrio com que ele certamente conduzirá as atividades complexas – e compatíveis com as funções constitucionais do Parquet – inerentes ao Ministério da Justiça. O Ministério Público nunca se furta às tarefas que lhe são impostas e Wellington Lima e Silva tem a confiança, o testemunho e a certeza de seus pares do Ministério Público bras ileiro de que cumprirá a missão que recebeu da Presidente da República dentro dos mais elevados padrões de eficiência, e de respeito às leis e ao interesse público, engrandecendo a República a que todos servimos.

As Associações felicitam, também, Luiz Navarro de Brito, que passa a ocupar o cargo de ministro-chefe da Controladoria Geral da União (CGU), e expressa reconhecimento ao ministro-interino da CGU, Carlos Higino, que deixa o posto.

José Robalinho Cavalcanti
Presidente da ANPR

Norma Angélica R. C. Cavalcanti
Presidente da Conamp

Carlos Eduardo de A. Lima
Presidente da ANPT