Juíza agredida reingressa na associação de classe

Por Frederico Vasconcelos

Jayme Oliveira e TatianaAlguns juízes acham que as notas das entidades da magistratura sobre o atentado no Fórum do Butantã poderiam ter sido mais incisivas na crítica à falta de segurança dos magistrados. O inconformismo foi manifestado principalmente por associados da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis).

Aparentemente, não foi essa a impressão externada pela vítima da agressão, a juíza Tatiane Moreira Lima.

Segundo informa a Apamagis, “ela reingressou nos quadros da associação na tarde desta segunda-feira (4)”.

“Sem ser associada da Apamagis, recebi tanto carinho e atenção, que entendi o quanto é importante ser integrante da Associação, o quanto é importante a vida institucional. Por isso, quero fazer parte da Apamagis”, afirmou a juíza, ainda segundo informativo da entidade.

A magistrada entregou a sua ficha de inscrição diretamente ao presidente da Apamagis, Jayme de Oliveira [foto], quando a magistratura paulista e membros do Conselho Nacional de Justiça fizeram manifestação de solidariedade à juíza no fórum do Butantã.