Juíza Kenarik Boujikian será cidadã paulistana

Por Frederico Vasconcelos

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quarta-feira (6), em sessão extraordinária, projeto para a entrega do Título de Cidadã Paulistana à juíza Kenarik Boujikian, magistrada do Tribunal de Justiça de São Paulo e cofundadora da Associação Juízes para a Democracia (AJD).

A homenagem será realizada a pedido do vereador Paulo Fiorilo, presidente do Diretório Municipal do PT de São Paulo.

A assessoria do vereador destaca que Boujikian nasceu na Síria e chegou ao Brasil com três anos. Formou-se em Direito pela PUC-SP em 1984 e, no início de sua trajetória jurídica, foi voluntária no presídio do Carandiru e trabalhou na Procuradoria de Assistência Judiciária (PAJ).

“Kenarik Boujikian é conhecida principalmente por sua luta pelos direitos humanos e por ser uma das fundadoras da AJD, entidade que atua na defesa do Estado Democrático de Direito. É também crítica assídua do sistema prisional brasileiro e defensora dos direitos das mulheres.”

A magistrada responde a dois processos disciplinares no Tribunal de Justiça de São Paulo e é alvo de manifestações de solidariedade nas redes sociais.

O Órgão Especial do TJ-SP apura se a juíza violou dispositivos legais ao determinar a soltura de presos sem anuência de colegas da turma julgadora. Outro processo examina as alegações de baixa produtividade e o atraso no julgamento de processos, quando atuou como substituta na corte entre 2012 e 2014.