Os arautos da Corte

Por Frederico Vasconcelos

Trecho da coluna do advogado Luís Francisco Carvalho Filho, sob o título “Cemitério de instituições”, neste sábado (9) na Folha:

***

“O Supremo às vezes parece 11 entidades paralelas, não um colegiado. Liminares apontam para lados opostos, interferindo no processo político, ministros palpitam sobre tudo, como se fossem colunistas de jornal, gerando insegurança e especulação, em vez de estabilidade.”