Democracia eleitoral num hotel flutuante

Por Frederico Vasconcelos

Congresso Eleitoral em Manaus

Em evento cercado de sigilo, no final da gestão do ministro Dias Toffoli, o Tribunal Superior Eleitoral realiza nesta semana em Manaus o “Congresso Internacional Eleitoral – Democracia Global e Eleições”.

Não há informações sobre o encontro nos sites do TSE e do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas. Segundo um magistrado, “nunca houve um evento eleitoral dessa magnitude no Brasil, antes”.

Além de debater a democracia nas eleições –em tempos de orçamento curto no Judiciário e de indefinição eleitoral no país–, os participantes desfrutarão de outro encontro: o das águas dos rios Solimões e Negro, hospedados no “Iberostar Grand Amazon“.

Trata-se de um hotel flutuante de grande luxo, que, segundo os anúncios promocionais, “navega por essas águas através de muita aventura, luxo, segurança e conforto”.

O hotel informou que o TRE do Amazonas reservou 63 vagas para o passeio, de sexta-feira (29) a segunda-feira (2).

O Blog aguarda as informações –solicitadas ao TSE desde a segunda-feira (27)– sobre os custos do congresso, se haverá patrocínio público ou privado e, principalmente, quem pagará as despesas.

Em tempo: a assessoria de Toffoli tem reclamado da falta de interesse da imprensa sobre os eventos do TSE.