Juiz abre mão de reajuste aprovado na Câmara

Por Frederico Vasconcelos

O juiz de direito Luiz Guilherme Marques, da 2ª Vara Cível de Juiz de Fora (MG), enviou ofício ao presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, informando que renuncia ao aumento da remuneração aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 1º de junho.

O magistrado esclarece na mensagem que a decisão foi tomada “por razão de convicção pessoal” e pede que a suspensão dos depósitos seja mantida, “até que se estabilize a situação financeira do país”.

O juiz esclarece que, na época em que entender ocorrida tal estabilização, pretende requerer o referido acréscimo, sem pagamento retroativo ou qualquer acréscimo a título de correção.

A informação foi divulgada pelo site do jornal “Estado de Minas” e confirmada ao Blog pelo Tribunal de Justiça.

A assessoria do tribunal informa que o juiz não pretende se manifestar.