Falcão administrou com “pulso firme”, diz ministro

Por Frederico Vasconcelos

Francisco Falcão e Benedito Gonçalves

Coube ao ministro Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça, em nome do Conselho da Justiça Federal, homenagear nesta segunda-feira (22) o ministro Francisco Falcão, que se despedia da presidência do CJF.

Gonçalves agradeceu “à maestria e pulso firme do eminente presidente em suas funções administrativas à frente deste órgão, e ao genuíno interesse nos assuntos afetos a este Conselho e efetiva atuação nas decisões da ministra Laurita Vaz”, segundo informa a assessoria de imprensa do órgão.

A homenagem coincidiu com a publicação de reportagem de autoria do editor deste Blog, publicada na Folha, revelando que, nos dois anos em que presidiu o STJ, Falcão esteve ausente da Corte em viagens oficiais que totalizam quatro meses e meio fora do gabinete.

O período corresponde à soma dos dias em que visitou dez países, alguns deles mais de uma vez, e, em menor escala, a viagens feitas no Brasil.

Nos 106 dias em que se afastou do país, Falcão foi formalmente substituído pela vice-presidente, ministra Laurita Vaz, que assumirá o comando do STJ em setembro.

O presidente às vezes regressava das viagens externas, participava da reunião quinzenal da Corte Especial, às quarta-feiras, e seguia para a Praia do Paiva, na região metropolitana do Recife, onde possui um imóvel.  Consultado pela reportagem na semana passada, Falcão informou, via assessoria, que não se manifestaria.

Ao agradecer a homenagem do CJF, Falcão afirmou: “À frente deste Conselho, pude utilizar as experiências pessoais e profissionais angariadas durante o meu trajeto no Poder Judiciário e contar com o apoio e conhecimento dos colegas. Era necessário aprimorar. Contudo não se faz nada sozinho. O que fizemos ou tentamos fazer só foi possível com o trabalho e dedicação dos servidores do CJF. Não pretendi nesse discurso de despedida expressar o que vivenciamos nestes dois anos. Guardei este instante para agradecer”.

O trabalho de Falcão também foi elogiado pelo juiz Roberto Veloso, presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil), e pelo advogado Ibaneis Rocha, representante do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

Os ministros Francisco Falcão e Laurita Vaz receberam medalha do CJF, em homenagem às gestões.