Cármen Lúcia recebe associações de juízes

Por Frederico Vasconcelos

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, recebe em audiência em seu gabinete, nesta quarta-feira (28) às 11h30, os presidentes das três principais entidades de classe da magistratura: João Ricardo dos Santos Costa (AMB), Germano Siqueira (Anamatra) e Roberto Veloso (Ajufe).

Antes da posse, a ministra já havia anunciado a intenção de ouvir os representantes dessas entidades.

“As associações são entidades privadas. Receberei abertamente os dirigentes, pois cumprem o seu papel ao defender os interesses dos juízes”, disse a ministra.

Em relação à atuação dessas associações no CNJ, ela sinalizou que não concorda com a visão do antecessor, ministro Ricardo Lewandowski, que definiu o Conselho como “a casa dos magistrados”.

Cármen Lúcia diz que “o CNJ é a casa do cidadão, um órgão estatal”.

Ela tem estimulado o que chama de “inversão dos organogramas”, abrindo um canal direto de comunicação com juízes, advogados e servidores.