Tereza Sadek vai dirigir pesquisas do CNJ

Por Frederico Vasconcelos

Sadek no CNJO “Diário Oficial da União” desta quinta-feira (29) publica portaria da presidente do Conselho Nacional de Justiça, ministra Cármen Lúcia, nomeando Maria Tereza Aina Sadek, pesquisadora e professora da USP, para ocupar o cargo em comissão de diretora de projetos do Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ. Ela tomará posse no dia 10.

Em 2009, Sadek participou do conselho consultivo criado pelo então presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes, reunindo cientistas sociais, especialistas de órgãos públicos e técnicos em planejamento para auxiliar o CNJ nas pesquisas de aprimoramento do Poder Judiciário. O conselho foi esvaziado pelo sucessor de Mendes, ministro Cezar Peluso.

Em junho deste ano, Sadek e mais dois membros daquele colegiado — Everardo Maciel, ex-secretário da Receita Federal, e Vladimir Passos de Freitas, desembargador aposentado e ex-presidente do TRF-4– foram convidados por Mendes para integrarem o Conselho de Pesquisas e Estudos Eleitorais (CPEE), que atua diretamente ligado à presidência do Tribunal Superior Eleitoral.

O conselho ajuda o TSE nas pesquisas e análises sobre a transparência nas eleições, legislação eleitoral, auditoria, fiscalização e prestação de contas, questões contábeis e tecnológicas. Seus membros trabalham sem remuneração, mesma condição estabelecida naquele conselho consultivo do CNJ.

Em agosto, em enquete realizada pelo Blog sobre a expectativa do mundo jurídico em relação à gestão de Cármen Lúcia, Sadek disse que a presidente “fará diferença, sobretudo com iniciativas que redundem em transformações no Poder Judiciário, no CNJ e, especialmente, no sistema prisional”.

Maria Tereza Sadek possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1969), mestrado em Ciências Sociais, também na PUC-SP (1977), doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (1984) e pós-doutorado na Universidade da Califórnia e na Universidade de Londres.

Atualmente é colaboradora da Fundação Getúlio Vargas RJ, pesquisadora senior e diretora de pesquisas do Centro Brasileiro de Estudos e Pesquisas Judiciais e professora doutora da Universidade de São Paulo.

É membro da Comissão de Altos Estudos em Administração da Justiça, do Conselho Consultivo Interinstitucional do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e conselheira do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária.