CNJ receberá presidentes de tribunais estaduais

Por Frederico Vasconcelos

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça, convidou os presidentes dos tribunais estaduais de Justiça para uma reunião na próxima segunda-feira (14), no plenário do CNJ, com a participação do colegiado.

No final da sessão desta terça-feira (8), ela comunicou aos conselheiros que havia sugerido aos dirigentes das Cortes estaduais transferir a reunião mensal, normalmente realizada no gabinete da presidência do Supremo, para o plenário do Conselho, uma vez que há vários assuntos de interesse desses tribunais e do colegiado.

A sugestão foi apoiada pelo Conselho. Ela disse que haverá “um diálogo franco, aberto”.

“Eles são nossos convidados, não somos crianças para sermos atingidos por nenhuma observação”, comentou, bem-humorada.

A decisão pode ser vista como a ampliação da comunicação formal do CNJ com os tribunais estaduais, mantendo-se a promessa que Cármen Lúcia fez, antes da posse, de “inverter os organogramas”, abrindo um canal direto com juízes, advogados e servidores, em benefício do cidadão usuário da Justiça.