A crise é grave, mas ainda há juízes bem-humorados

Por Frederico Vasconcelos

Judex

Sob o título “Que negócio é este?“, o site “Judex, Quo Vadis?[foto], mantido por juízes de São Paulo, registrou seu protesto bem-humorado ao tratar da decisão que manteve Renan Calheiros na presidência do Senado e não puniu o senador por desobediência à Justiça:

***
O que significa o Poder Judiciário, junto com o Executivo e o Legislativo, negociar uma saída para uma liminar concedida e criminosamente não cumprida?

Um juiz de primeira instância pode manter reunião com um agente público para negociar uma liminar concedida em ação civil pública ou de improbidade?

A lei de abuso de autoridade perdeu seu objeto (na medida em que ninguém pode abusar daquilo que não mais detém)?

Existe algum projeto de lei contra o abuso de paciência?

***

Comentário do Blog: O Supremo Tribunal Federal reformou a liminar do ministro Marco Aurélio extrapolando a ideia difundida pelo Conselho Nacional de Justiça de que a conciliação “é uma forma pacífica de solução de conflitos, rápida e eficaz”.