Promessas de unidade na posse da diretoria da AMB

Por Frederico Vasconcelos

Posse Jayme

A cerimônia de posse do juiz Jayme Martins de Oliveira como presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), nesta quinta-feira (15), emitiu sinais de que haverá um esforço para superar a divisão registrada nas urnas em novembro, quando a oposição obteve 49,52% dos votos e a situação, 46,67%.

A campanha eleitoral foi marcada por episódios controvertidos e questionamentos encaminhados à Comissão Eleitoral.

“Passamos por um processo democrático na AMB. A presença nas urnas de 11 mil associados é muito significativa”, disse João Ricardo Costa, antes de transmitir o cargo.

“A partir de agora, somos todos AMB”, afirmou Costa. É uma referência à campanha “Somos Todos Juízes”, lançada em sua gestão, valorizando a opção de escolhas éticas no dia a dia de cada cidadão e a “difícil tarefa de ser um magistrado, responsável por tomar decisões que impactam em toda a sociedade”.

Em seu discurso de posse, Jayme de Oliveira saudou o antecessor, os funcionários e diretores magistrados da associação.

“Cada presidente é o presidente do seu tempo. Os tempos mudam e a AMB também. Mas mudamos com respeito ao nosso passado e aos que construíram a AMB que hoje assumimos, porque aqui sonhamos o mesmo sonho, desejamos igualmente o engrandecimento do Judiciário e o progresso da nação”, afirmou o presidente eleito.

Uma forte gripe impediu a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, de comparecer ao evento, compromisso que estava na sua agenda.

Segundo o relato distribuído pela assessoria de imprensa da AMB, o ministro Ricardo Lewandowski enfatizou o desempenho da gestão anterior e destacou a capacidade de articulação do novo presidente.

“Testemunho o trabalho importante que João Ricardo fez ao longo de sua gestão. Jayme é o futuro, é uma grande promessa”, disse.

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse que “o Brasil precisa de um Poder Judiciário forte”. “Tenho certeza de que não faltará nenhum apoio ao Judiciário nesses momentos difíceis que estamos enfrentando”, afirmou.