Mulheres em prisão provisória

Por Frederico Vasconcelos

No próximo dia 7, o Instituto Terra, Trabalho e Cidadania (ITTC) apresentará em São Paulo o relatório #MulhereSemPrisão: desafios e possibilidades para reduzir a prisão provisória de mulheres. (*)

A pesquisa foi desenvolvida nos últimos dois anos pelo programa “Justiça Sem Muros”, do ITTC.

Produzido com apoio da OAK Foundation e Fundo Brasil de Direitos Humanos, o relatório analisa o sistema prisional e seus mecanismos sob uma perspectiva de gênero.

O objetivo é promover a reflexão sobre o sistema de justiça e as questões estruturais da prisão, como saúde, violência institucional, violência de gênero, trabalho e educação.

Segundo os organizadores do evento, as histórias de vida identificadas no projeto reforçam dados clássicos sobre o perfil que integra o sistema prisional: mulheres pobres, rés primárias, sobretudo mães, com baixa escolaridade, presas majoritariamente por tráfico de drogas e pequenos furtos.

———————————

(*) Serviço:
Data: 7 de março às 18h
Local: Faculdade de Direito da USP – Sala dos Estudantes
Largo São Francisco, 95 – Centro – SP