CNJ deve adiar julgamento do caso Moro

Por Frederico Vasconcelos

O Conselho Nacional de Justiça não deverá julgar nesta terça-feira (30) dois recursos administrativos em representações que pedem o impedimento do juiz Sergio Moro.

O relator, ministro corregedor João Otavio de Noronha, retirou os recursos da pauta.

O conselho recebeu duas representações contra o magistrado, oferecidas por grupos políticos que apoiam o ex-presidente Lula, sob alegada infração disciplinar de Moro no julgamento da Lava Jato, com a divulgação de gravação da conversa com a ex-presidente Dilma Rousseff.

Previa-se manifestação de alguns partidos na entrada do CNJ.

Eis os dois itens da pauta:

94) RECURSO ADMINISTRATIVO NA RECLAMAÇÃO DISCIPLINAR 0001386-36.2016.2.00.0000
Relator: CONSELHEIRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA
Requerentes:
JANDIRA FEGHALI
HENRIQUE FONTANA JUNIOR
WADIH DAMOUS
AFONSO FLORENCE
PAULO ROBERTO SEVERO PIMENTA
GILBERTO JOSÉ SPIER VARGAS
LUIZ PAULO TEIXEIRA FERREIRA
Requerido:
SÉRGIO FERNANDO MORO
Assunto: TRF 4ª Região – Apuração – Conduta – Infração Disciplinar – Magistrado.

95) RECURSO ADMINISTRATIVO NA RECLAMAÇÃO DISCIPLINAR 0001292-88.2016.2.00.0000
Relator: CONSELHEIRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA
Requerentes:
ÂNGELA MARIA GOMES PORTELA
DIVINO DONIZETI BORGES NOGUEIRA
MARIA DE FÁTIMA BEZERRA
GLEISI HELENA HOFFMANN
JORGE NEY VIANA MACEDO NEVES
JOSÉ BARROSO PIMENTEL
LIDICE DE MATA E SOUZA
LUIZ LINDBERGH FARIAS FILHO
MARIA REGINA SOUSA
PAULO ROBERTO GALVÃO DA ROCHA
HUMERTO SÉRGIO COSTA LIMA
VANESSA GRAZZIONTIN
Requerido:
SÉRGIO FERNANDO MORO
Assunto: TRF 4º Região – Apuração – Conduta – Infração Disciplinar – Magistrado.