À espera de Dodge, Janot exonera equipe

Por Frederico Vasconcelos


Entre os últimos atos administrativos no comando do Ministério Público Federal, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, assinou portarias nesta quarta-feira (13) exonerando e dispensando membros de sua equipe.

Foram exonerados, a pedido:

Eduardo Botão Pelella, chefe de gabinete do PGR, e Ronaldo Pinheiro de Queiroz, secretário especial da chefia de gabinete do PGR

Vladimir Barros Aras, secretário de Cooperação Internacional e Carlos Bruno Ferreira da Silva, da Assessoria Especial em Matéria Internacional do gabinete do PGR

Daniel de Resende Salgado, secretário de Pesquisa e Análise do gabinete do PGR

Peterson de Paula Pereira, secretário de Relações Institucionais da PGR

Danilo Pinheiro Dias, coordenador da Assessoria Jurídica Criminal do gabinete do PGR

Blal Yassine Dalloul, secretário-geral do MPF, e Wilson Rocha de Almeida, secretário-geral adjunto.

Foram dispensados, a pedido:

Nicolao Dino de Castro e Costa Neto, da função de vice-procurador-geral eleitoral, João Heliofar de Jesus Villar e José Raimundo Leite Filho, auxiliares do Procurador-Geral da República junto à Procuradoria Geral Eleitoral

Victor Carvalho Veggi, secretário adjunto da Secretaria de Pesquisa e Análise do gabinete do PGR

Luiz Fernando Bezerra Viana, secretário de Concursos para ingresso na carreira de procurador da República do MPF, e Wellington Luís de Sousa Bonfim, secretário substituto.