Projeto contra desmatamento ilegal na Amazônia

Por Frederico Vasconcelos

A Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do Ministério Público Federal lança, nesta terça-feira (21), em Brasília, o projeto Amazônia Protege, que tem por objetivo combater o desmatamento ilegal na floresta amazônica.

Segundo informa o MPF, o projeto propõe uma nova metodologia de trabalho e utiliza imagens de satélite para instaurar ações civis públicas contra os responsáveis pelos maiores polígonos de desmatamento ilegal registrados na Amazônia entre 2015 e 2016.

A programação prevê a divulgação dos resultados da primeira fase do projeto, com o número de ações instauradas.

Participam da ação coordenada 24 unidades do MPF situadas em oito estados da Amazônia legal (Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins).

São parceiros da iniciativa o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos naturais Renováveis (Ibama), e a Universidade Federal de Lavras (UFLA).

O lançamento terá a presença da procuradora-geral da República, Raquel Dodge; do vice-procurador-geral, Luciano Mariz Maia; e do coordenador da 4ªCCR, o subprocurador-geral da República Nívio de Freitas. (*)

—-

SERVIÇO
Lançamento – Projeto Amazônia Protege
Quando: 21/11, terça-feira, às 10h
Onde: Memorial do MPF – Procuradoria-Geral da República (SAF Sul Quadra 4 Conjunto C)
Informações: (61) 3105-6406/6415

***

(*) Confirmaram presença a presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos naturais Renováveis (Ibama), Suely Mara Vaz Guimarães de Araújo, representando o ministro de Estado do Meio Ambiente; Marcelo Augusto de Vasconcellos, consultor-geral da União da Advocacia-Geral da União; o desembargador Antônio Souza Prudente, da 5ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região; professor José Roberto Soares Scolforo, Reitor da UFLA; e Muni Lourenço Silva Junior, vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA), presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (FAEA) e presidente da Comissão Nacional de Meio Ambiente da CNA.