Expectativas sem sonhos, depois de desilusões

O autor das reflexões a seguir é o advogado Caetano Lagrasta Neto, desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Caetano Lagrasta é fotógrafo, autor de poemas, contos, crônicas, fez roteiros de cinema e argumentos musicais. É autor de obras jurídicas que tratam de temas sobre Direito de Família, mediação e gerenciamento do processo entre outros.

***
Dificilmente, o Brasil conseguirá se superar por este ano de desilusões a respeito dos quatro poderes, pois a mídia colaborou para que nós, o povo, construíssemos versões absolutamente ao arrepio da realidade política e cultural.

Este equívoco, que perpassa também os três Poderes da República mostrou-se repleto de incoerências que, no caso do Judiciário, a todos lança no mar da indiferença aos princípios mais comezinhos da verdadeira Justiça.

2018?

Expectativa sem sonhos; dura realidade e mais investidas tamanhas aos direitos do trabalhador e da classe menos favorecida.

Conclusão: o governo espúrio persistirá no ano que se aproxima, fraudando desejos e eleições sem candidatos e sem partidos.

Atenção: o fantasma do fascismo atravessa o horizonte.